Faça valer a pena!

Imagem

Daqui a alguns anos estará mais arrependido pelas coisas que não fez, do que pelas que fez. Solte as amarras! Afaste-se do porto seguro! Agarre o vento em suas velas! Explore! Sonhe! Descubra!

Anúncios

Iniciar é metade do Caminho

Imagem

Nossas cicatrizes tem o poder de nos lembrar que o passado foi real. Nem teus piores inimigos podem fazer tanto dano como teus próprios pensamentos. O maior crime seria se fugíssemos do que compartilhamos e sofremos pois a imaginação é a única coisa que nos diferencia de todos aqueles estúpidos…

A escolha é sua

ImagemVocê já ouviu, alguma vez, falar de livre arbítrio? Livre arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção. Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher. E a cada momento a vida nos exige decisão. Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude. Desde o momento que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra. Ao ouvir o despertador você pode escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser seu dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de oportunidades.
Ao encontrar o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia. Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com mau humor. Conta um médico que trata de pacientes com câncer, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas.
Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extirpar um seio por causa da doença.
Uma delas ficou feliz pois continuaria viva e poderia brincar com os netos, a outra optou por se lamentar sempre pelo seio que havia perdido, embora também tivesse netos para se distrair. Quando alguém o ofende, você pode escolher entre revidar, calar-se ou oferecer o tratamento oposto. A decisão sempre é sua.
Mas vale ressaltar que todas as ações terão uma reação correspondente . Isso é uma consequência natural. E essa ação é da nossa total responsabilidade. É isso que temos que ensinar para os nosso filhos desde cedo. Caso a criança escolha agredir seu colega e leve alguns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua ação e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade.
Tudo na vida está sujeito à lei da causa e efeito: para uma ação positiva, um efeito positivo, para uma ação infeliz, o resultado correspondente. Se você chega no trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele sintonize na sua.
Você tem ainda outra possibilidade de escolha: ficar na sua, fechado.
Todavia, de sua escolha dependerá o resto do dia. E os resultados lhe pertencem. Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se semeamos sementes de flores, colheremos flores, se plantamos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída. Mas o que importa saber é que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. Aí é que entra a Justiça Divina.
Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia terão seus frutos.
São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, aqueles que aparentemente vão ficar impunes. Um dia eles aparecerão e reclamarão colheita.
Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume agradável.
É só deixar nas mãos do Jardineiro Divino, a quem chamamos de criador.
Pense nisso!
A hora seguinte será o reflexo da hora atual.
O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.
É assim que vamos construindo nossa felicidade ou a nossa infelicidade, de acordo com a nossa livre escolha, com o nosso livre arbítrio.”

[Retirado da Jovem Pan]

Não Crie Expectativas, Viva a Sua Vida!

Imagem

Acho que o grande erro das pessoas é criar expectativas que estão além do real e possível. Falo de relacionamentos de um modo geral. Quando analisamos os desentendimentos, as frustrações e decepções; percebemos que boa parte está ligada de alguma forma às expectativas criadas com relação ao que os outros podem oferecer.

Uma das coisas mais difíceis que vejo é a consciência da individualidade. Somos seres individuais, não tem jeito! Somamos experiências apenas, mas antes de tudo vivemos coletando informações, cuidando de nossa matéria e espírito, enriquecendo (ou tentando) o nosso ser. É dessa forma que contribuímos quando podemos somar. É assim que acrescentamos nos relacionamentos. Seria injusto achar que os outros estão em busca dos mesmos objetivos que nós! Talvez o egoísmo surja dessa forma de pensar. Buscar nas pessoas aquilo que queremos para nós e não o que de fato elas podem, através de sua riqueza individual, nos ensinar. Alimentamos a esperança de que todos se encontram no mesmo estágio dos anseios e desejos. Usamos os outros como espelhos e esperamos enxergar neles apenas o que queremos.

Poucos se dão ao trabalho de buscar aquilo que difere uns dos outros. A grande maioria está carente por respostas e as buscam ansiosas, pressupondo que o mundo tenha que oferecer-lhes prontamente. As dependências emocionais são criadas a partir das expectativas e conseqüentemente delas nascem as decepções.

O que esperar das pessoas? Nada! Essa é a resposta. Simples assim! Faça a sua parte, viva a sua vida alimentando-a com as suas conquistas, buscando o seu próprio caminho e as suas respostas. Não espere que os outros te ofereçam aquilo que você sonha. Não é missão de mais ninguém a sua felicidade. É seu dever! Nós permitimos a participação das pessoas em nossa vida, mas o papel principal ainda é único e exclusivo nosso. Somos nós que comandamos e escrevemos a nossa história. As pessoas surgem para compartilharem as suas experiências ou apenas para realçarem a beleza da história, mas não está nas mãos delas o lápis ou o pincel.

Se você tem cobrado das pessoas a realização dos seus projetos e as culpado por não atenderem às suas expectativas, reveja os seus conceitos. Aceite o fato de que somos responsáveis pelos nossos atos e são eles que nos levarão para o caminho que queremos. As pessoas apenas nos acompanham e nem sempre durante todo o percurso, pois elas mesmas possuem metas próprias. Nos relacionamentos (independente do campo) o ideal é a soma e só pensar em divisão quando podemos contribuir com a nossa parcela de aprendizado. Caso contrário haverá apenas subtração e, nesse caso, alguém sairá perdendo e muito provavelmente ficará frustrado. A liberdade, praticada em sua máxima, nos permite ir além dos desejos alheios. Ela nos condiciona a buscar nossos próprios ideais. Dessa forma teremos mais chances de enxergar o mundo como uma grande engrenagem, onde cada peça é fundamental para o seu funcionamento. Você é uma delas! Exerça o seu papel… Viva a sua vida!

 

(Autoria Desconhecida)

O que separa…

Imagem

”Quero quando eu morra tuas mãos em meus olhos:
quero a luz, quero o trigo de tuas mãos amadas
passar uma vez mais sobre mim essa doçura:
sentir tua suavidade que mudou meu destino.

Quero que vivas enquanto adormecido,
espero que teus olhos sigam ouvindo o vento,
que sintas o perfume do mar que amamos juntos
e que sigas pisando a areia que pisamos.

Quero que o que amo siga vivo
e a ti amei e cantei sobre todas as coisas,
por isso segues florescendo, florida,
para que alcances tudo o que
meu amor te ordena,
para que passeie minha sombra por teus cabelos,
para que assim conheçam a razão do meu canto…”

De que lado você está?

Imagem

As mudanças climáticas estão aumentando;
O trânsito está caótico;
As pessoas estão mais amargas; sabem buzinar, mas não sabem quando parar!

24 horas é pouco para responder todos os e-mails que recebemos.
Nossas redes sociais e nossos amigos, agora são virtuais.
Antes curtíamos a terra, o mato, o vento, a água, ou simplesmente uma conversa na cozinha, agora nós simplesmente damos um “curtir”!

Licença, por favor, obrigado, você primeiro e desculpe, são expressões que diminuíram em nosso vocabulário. Costumes que vão sumindo.

Nosso prazer não está mais em nossas relações e em nossas experiências, mas sim naquilo que consumimos. Nossa geração “Y” quer chegar ao topo na mesma velocidade de sua conexão na internet, mas não querem aprender coisas básicas tais como: arrumar a cama, fazer uma faxina no quarto, fazer as compras, fazer seu próprio alimento ou cuidar de um filho que, talvez, tenha chegado cedo demais.

As experiências não servem mais para nada. Os jovens querem chegar ao resultado sem saber fazer a conta. Afinal, para que ouvir os mais velhos se podem simplesmente consultar o amigo GOOGLE. Respeite os mais velhos, afinal eles têm mais experiência que você

On ou off – De que lado você está?
Está passando da hora de reiniciar!

Tudo pode ser diferente.
Basta você se ligar!
Não adianta você querer a SUSTENTABILIDADE sem SER SUSTENTÁVEL!
De que lado você está?

Consumir desnecessariamente pode ser evitado.
O desperdício deve ser combatido.
O colapso econômico do planeta não se resolve com a elevação das suas compras, mas talvez com o retorno às suas origens!
Humildes, sinceras, despretensiosas, colaborativas e autoprodutivas.

On ou off – De que lado você está?
Está passando da hora de se ligar!

Quem planta, colhe!
Onde se planta, tem vida.

Temos que ajudar o Planeta!
Temos que ajudar os filhos destes pais e os pais destas crianças!
Temos que deixar filhos melhores para que tenhamos netos melhores!

Sustentabilidade é isso.
Saber se desligar na hora certa e respeitar o meio ambiente.
Viver em comunidade e para a comunidade!
Buscar o crescimento, mas respeitando uma regra básica: “seu direito termina onde começa o do seu vizinho”!

Lembre-se: não existem flores sem sementes.
O mundo está ficando carente de gentileza e intolerância gera intolerância.
Somos capazes de reclamar uns dos outros, mas não somos capazes de devolver uma indelicadeza com um sorriso.
Isso é difícil, mas essencial.
Se não mudarmos, o mundo não muda!

On ou off – De que lado você está?
Está passando da hora de você se ligar. O nosso planeta não pode ser desligado! Então, se ligue!