Já era tarde

texto1

Já era tarde, o tempo passou, o mundo mudou, as coisas ficaram mutáveis, o sentimento se tornou algo obsoleto(gosto de usar essa palavra), a mecânica que coagia os caminhos da vida se tornaram insípidas à sensação do viver.

Vejo mares de pessoas cegas, vultos de escolhas vazias, uma imensidão de más escolhas atormentadas pela ilusão materialista. Escravos de suas mentiras, cúmplices de seus atos, uma verdadeira marcha caótica sobre a imoralidade.

Pergaminhos sendo destruídos, a nova moda da cegueira social alastrando pelo mundo, e quem pensa fora da caixa é cortado ao meio, friamente, abatido igual um animal ruminante. Como se fosse algo necessário, e a sociedade, cada vez mais, tratada como marionete de quem não quer o crescimento pessoal.

 

Anúncios