A Grande Noite

FAMILY

Estava frio, sombrio e ventando muito forte, era madrugada de outono, os ventos gelados sucumbiam aos meus ouvidos, conseguia ouvir os lobos uivando através da densa floresta negra que preenchia a visão de meu jardim através da janela.

Logo, comecei a suspirar, senti um forte calafrio caminhando pela minha coluna e me deparei com pequenos sussurros.

Eles foram aumentando… e quando fechei meus olhos pude perceber o que estava formando esse sussurro.

Era uma palavra diferente, forte e vívida!

Consegui sentir o sabor dessa palavra ao tocá-la com minha mente.

E assim eu a ouvi eternamente…

Shinay…. Shinay… Shinay…

 

Anúncios

Incógnita Saudade

So os fortes entenderão.jpgVejo eu, nos paraísos de minha mente, tão solene e distinta, a verdade incrédula de pensamentos afins. Sinto a vida circulando em minhas veias, atravessando paradigmas e destroçando tabus. O vento toca para onde ele deseja, ultrapassando obstáculos sem se preocupar com o grau de dificuldade deles. A água mesmo sendo insípida e inodora consegue purificar o mais sujo dos óleos, isso porque ela é pura, sua transparência não deixa nada oculto. A luz é uma arma poderosa contra qualquer tipo de maldade e escuridão, uma vela transcende a escuridão de um quarto, uma vela, meio por cento de quase nada e ilumina tudo. Então imagino o que somos nós na imensidão do universo, o planeta sendo um grão de areia na plenitude de um deserto.

E ainda há dúvidas de que não existe vida além daqui. Chega a ser cômico imaginar que somos os únicos nesse plano. Não precisamos ver outros seres para poder acreditar que existem. Isso é igual a fé, ninguém viu Deus para saber que ele existe, você simplesmente sabe lá no fundo que a Sua presença persiste em tudo.

E tudo que pensamos e vivemos e sentimos são reflexos do que desejamos sempre. Porque a felicidade é um estado de espírito e não uma escolha. Acordar em um dia ensolarado e reclamar do calor ou agradecer por mais um dia de luz e prosperidade? Acordar em um dia de chuva e reclamar que vai se molhar ou agradecer por mais uma chuva de verão gostosa?

Essa é a diferença, não importa como o dia será, mas sim como você vai enfrenta-lo. Como dizia Alfred Montapert: “ O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior. ”

“Não amemos somente de palavras, mas através de atitudes e em verdade”. 1 João: 3.18

Padrões se repetem

touchVivo um dia após o outro, recordando dos milhares de momentos que tive, tentando absorver cada compasso desse efeito retrógrado que nossa mente executa, alienando pensamentos, decifrando mensagens e imagens, estabelecendo uma conexão com o mundo, e até com o universo. Tudo isso desencadeado pelas ações do dia a dia. Shinay, Shingu, Arroz, halls, carro, tênis, bola, pão de queijo, vento, Alabama, Torre Eiffel, sentimento, XOXO, cão, flores, ar, trabalho, natureza, palavras com ou sem sentido, tudo emergido no universo e mesmo assim, cada um com seu propósito definitivo ao longo do seu caminho.

Vivo neste planeta com 7 bilhões, 568 milhões e 497 mil pessoas. Esta é a história de algumas dessas pessoas. Há infinitas maneiras de se comunicar, algumas melhores do que as outras. Enviaremos durante a vida 300 bilhões de e-mails, 19 bilhões de mensagens de texto, tudo somando-se ao mosaico enorme de padrões e proporções em desenhos matemáticos, esses padrões se escondem bem debaixo de nossos olhos, só é preciso saber onde procurar. Em média, uma pessoa fala 16.147 palavras por dia, para 7.3 pessoas diferentes, em vários idiomas, em lugares diferentes e mesmo assim estamos perdidos sofrendo para explicar o mais simples dos conceitos: Eu quero, Eu sou, Eu amo.

Mas só alguns de nós conseguem ver como as peças se encaixam. Foi tudo predeterminado pela probabilidade matemática, e é meu trabalho ficar de olho nesses números, fazer as conexões para aqueles que precisam se encontrar. Aqueles cujas vidas precisam se tocar.

Sete bilhões de pessoas em um planeta pequeno flutuando na vastidão do espaço, sozinhas, fazendo parte disso. É o grande mistério da nossa frágil existência. Talvez ser solitário no universo é o que nos mantém unidos, o que nos faz precisar do outro por motivos pequenos criando um entrelaçamento quântico de você, de mim, de nós. Por milhares de anos os navegantes olham para as estrelas para saberem onde estão com o oceano se movendo debaixo deles, sentem conforto na posição fixa da Estrela Polar enquanto aqui nada para de se mover… Alguns chamam de destino, outros de caminho, alguns chamam de fé, mas a verdade é que padrões se repetem… Isso é a vida ou parte dela?

Queria morar na lua

Imagem

É uma sensação diferente, algo inusitado. Não chega a ser sobrenatural, mas o que vem a ser sobrenatural? O mundo é algo insano, inconsciente às vezes, caloroso e totalmente faminto por idéias e inovações. É algo surreal pensar que fazemos parte de uma comunidade que visa o crescimento em todos os sentidos do ser. Pois bem, não é nada fácil ter que acordar cedo, ir ao trabalho(obrigação) para ter de onde tirar a renda que lhe sustenta. O que, na verdade é uma utopia de tudo que lhe rodeia.

Gastamos com o que não é necessário, gastamos com o que é vazio apenas para suprir uma necessidade inexistente que o nosso subconsciente, por algum motivo ordinário, nos deu esta escolha. Escolha pela qual achamos que é feita pelo “destino”. Destino que, na maioria das vezes e em diversas culturas é escrito por mãos “divinas”. Mas há culturas que associam o destino ao acaso, um mito.

Certa vez me disseram que há tempo para tudo abaixo dos céus. Pois bem, o tempo, se analisarmos de forma cronológica é algo limitado, veja porque. Se pararmos para pensar no que realmente gastamos do tempo em nossas vidas, você vai perceber que não viveu o suficiente em um dia. Você trabalha 1/3 do dia, dorme mais 1/3 e ainda lhe sobram 1/3 para fazer o restante de tudo que você “ACHA” que dá tempo de fazer. E, como de praxe do ser humano, 90% usa esse tempo pra não fazer nada. Pense bem, você tem apenas 8 horas por dia pra desfrutar de algo benéfico. E tem pessoas que não sabem o que isso significa. Pense bem antes de gastar seus minutos com algo fútil e imoral. O tempo acaba para todos, de uma vez ou de outra.

Às vezes me vejo olhando para o céu, contemplando milhares de estrelas que nunca vi. Uma vez ou outra eu assisto um filme, jogo um videogame, faço academia, converso com ET’s, vou ao supermercado, visto uma sunga, cago, ando de bicicleta, vou à festa, escovo os dentes, calço meias de cor diferente, compro um Burguer king, converso com ET’s novamente e tento sentir a presença de Deus, o que nas milhares de vezes é extraordinário.

Queria morar na lua, só precisaria de um frigobar, muita cerveja, internet e uma cadeira, pra contemplar esse planeta cheio de gente imbecil e arrogante que não sabe NADA sobre o que é viver. Só pra poder sentir, mais uma vez, o que é solidão.