Natureza Poética

“A arte não é um espelho para refletir o mundo, mas um martelo para forjá-lo”

fds(Vladimir Maiakovski)

Somos, tipo.

partyA gente, tenta, menta, isenta
A vida acontece a cada dia
Livre a saudade inventa e incrementa
A saúde, a inocência, um sentimento
Puro livre e solto e leve
Tudo vive tipo broto e neve

Sociedade explora idade
Vaidade mascara a verdade
Sentimento consumido
Alimento bem sentido

Vi verte-a como lúpulo
Morrer te-e como Phoenix
Nascer-te como semente
De forma descaradamente

O solstício começou
Aquele lero lero
E tudo se resume ao fato dela
Com detalhes naturais de Cinderela

Trazer a divina comédia
Distribuindo matéria
vivendo em etéreo
O universo dentro de mim

E se

beneficio-meditacao

E se eu soubesse que a fé fosse uma dose de café?
E se uma escolha mudasse o mundo?

E se soubessem sobre aqueles assuntos?
E se o mundo parasse com as guerras?
E se um livro criasse gerações?

E se o grande sábio fosse pequeno?

E se uma flor despertasse o amor ao tocar o chão?
E se na verdade, a verdade libertará?
E se inventamos algo para um bem maior?
E se vivêssemos como se não houvesse amanhã?
E se este dia nunca chegar, porque desistir?
E se realmente tudo que fazemos tem um sentido?
E se somente algumas dessas coisas fossem importantes?
E se olharmos para dentro de nós e descobríssemos a verdade?

Quando Vier a Primavera

8Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Alberto Caeiro, in “Poemas Inconjuntos”
Heterónimo de Fernando Pessoa

Tente

tente

 

Tente.

Tente mais uma vez. Tente só por pirraça, só por vaidade, só por desencargo de coincidência. Tente só porque você sempre foi teimoso e vai ser novamente.

Tente.

Tente só porque tentar é sua única escolha, sua única saída, sua única opção. Isso. Tente por falta de opção.

Tente por esporte, por prazer, pelo risco. Tente só porque o não você já tem. Mas tente.

Um dia, esse tal cupido acerta a mira. Em algum momento, você acerta a prova (no conhecimento ou no chute mesmo). Uma hora, as coisas se encaixam. E você? E você percebe que a caixa é muito maior e muito mais bela do que você imagina.

Um dia, de tanto você cair na área, o juiz da vida marca um pênalti. E você faz o gol e vira o jogo. E aí? E aí, você entende que foi a sua queda prévia que o conduziu à vitória.

A aprovação em qualquer prova importante é difícil. Mas, sem tentar, a aprovação é impossível. Não tentar é reprovar-se por antecipação.

Dê mais uma chance ao seu projeto. Dê mais uma oportunidade àquilo que inquieta a sua alma. Por quê? Porque só a morte separa o corpo da alma. Ela sempre estará lá “incomodando” o seu corpo. É você instigando você.

Seja poeta. Escreva os versos da sua vida com emoção. Seja profeta. Profetize um futuro brilhante para você.

As palavras têm poder. Sempre tiveram. Sempre terão.

Uma semana de novas tentativas para todos nós!

Um texto Fantástico de Samer Agi(2014)

 

 

Tão Sonhada

A-VIDA

Eu arrumei a casa, preparei o coração
Esperando a sua chegada, tão sonhada
Vesti o melhor sorriso
Espalhei pelo chão, o perfume da rosa mais enfeitada
Pra te colorir e te cobrir de bem querer

Tá faltando você pra ficar perfeito
Aprendi a amar assim do seu jeito
E aceito ser seu e viver esse amor
E aceito ser seu e viver esse amor

Tá faltando você pra ficar perfeito
Aprendi a amar assim do seu jeito
Táááááá faltando você pra ficar perfeito
Aprendi a amar assim do seu jeito

E aceito ser seu
Ôôô
E aceito ser seu
Ôôô
E aceito ser seu
Ôôô

E aceito ser seu e viver esse amor

Tão sonhada – Banda Eva

 

Cores, curvas e sabores.

“Ela tem cores, curvas, sabores, Coisas que seduz e, eu levo flores, som de cantores
E ela ama ouvir..” (Rael – Envolvidão)

morenaaaaa

“Eu sou do tamanho daquilo que SINTO, que VEJO e que FAÇO, não do tamanho que os outros me enxergam. ”
(Bob Marley).

Podia-se dizer que existem sentimentos que pessoas demoram a vida inteira pra conseguir achar, e às vezes morrem sem saber se ele realmente existe. Em outros casos, tais sentimentos batem na porta de outros e a vida começa a fazer sentido mais cedo. Pois bem.. nunca tive esse tipo de sorte em primeiro momento. Sempre busquei por meios corretos ou que eu acho certo para conseguir sentir tais sentimentos em algum momento da vida.

A vida significa existência. Do latim “vita”, que se refere à vida. É o estado de atividade incessante comum aos seres organizados. É o período que decorre entre o nascimento e a morte . Por extensão vida é o tempo de existência ou funcionamento de alguma coisa. Essa “coisa” geralmente é tudo que existe. Nós, os seres vivos fazemos parte dessa “coisa”. É um sistema distinto. Somos abençoados por termos consciência, tal consciência que permite dar sentido aos sentimentos. Tais sentimentos que produzimos ou vivenciamos através das experiências que a vida permite.

Hoje é um dia especial pra mim, é um dia que me lembra bons momentos, momentos satisfatórios, momentos que ecoarão por toda a eternidade em minha alma. Pode ser uma data simbólica para maioria, porém é uma data interessante pra mim.

Gosto de vivenciar momentos, apreciar os fatos e sentir a vida. E gosto ainda mais quando isso tudo acontece ao lado de quem gostamos. É uma dádiva poder sentir a vida, e compartilhá-la com outrém. A vida é feita de momentos, de detalhes, e um certo detalhe me marcou. Um detalhe singelo, charmoso e dengoso, dengoso não, Digo.. sexy. Preenchi uma parte de minha vida que estava meio vazio, porque a outra parte é comida… ahh… comer é bom demais, mas vamos voltar ao assunto. Esse detalhe, essa beleza jaboticabal me fascinou e continua me fascinando.

Experiência boa, modesta e sincera, tenho um sentimento puro e doce por esse ser magnifico e pleno. Às vezes me foge a memória alguns acontecimentos e detalhes, mas eu não esqueço do principal… não me esqueço dela, sinto seu cheio sempre que fecho os olhos, gosto do sabor de seus beijos, da sua pele, gosto da água que esquece de por na geladeira. Gosto assim, igual tom Jobim, em suas mil e uma músicas afim, de contos sem fim, de prazeres serafins, rimando eu falo assim… sorrindo sempre afim… de te abraçar apertadim, dessa nega que tem tim… é… eu sou assim.

Crio teoremas quem nem Pitágoras pode decifrar, como também sinto verdades que são inexplicáveis, minha mente transborda de sentidos aleatórios, de gestos marcantes, de sabores imensuráveis. Sou assim… puro, sincero e louco, louco pela vida, por você e por comida.. ahhh como é bom comer.

Termino meu verso incerto de prozas e dedicatórias, da forma mais pura e verdadeira, como um sentimento que nasce de um açaí que não tomei e traça um caminho infinito pela alma humana. Gosto tanto de você quanto um pote de 1kg de Nutella.

Às vezes fico sem palavras, outras vezes minha hiperatividade sobra, mas a verdade é imutável. Obrigado, minha doce Rainha.