Faltou Sal.

epaE foi assim, acordando meio troncho que me deparei com aquela vista espetacular. Era um dia radiante, cheio de vida, o vento entrelaçando as poucas barbas de quase nada que eu possuía em minha escultural face. Ao abrir a Janela me deparei com aquela brisa, cintilante e gostosa, tipo a capa da playboy deste mês.

Ao olhar a escrivaninha, percebi que tinha várias cartas, alguns rabiscos, outros recortes de revistas e não me lembro de tê-los adquiridos. Era uma cabana bonita. Eu falei que era cabana? Não não, estava mais pra um Apêzim a beira do mar, porque eu conseguia ver a areia, chamei de apê porque eu descia uma escada na parte de trás  que me dava acesso a uma guarita de vidro de frente pra Rua. Parecia mais um duplex, ou talvez uma casa, fodasse (irrelevante agora).

Como a vida é estranha não? Uma hora você está na praia, curtindo o Verão, 40 graus tipo Rio, mas aquela maresia de Guarulhos, vendo aquele esgoto desabrochando odores agradáveis ao mar. Aí a criança não sabe o que é, pergunta ao pai, e o cara meio burro fala que é “encontro das Águas”, tipo aquele shopping da Capital, só que não é ele. Ou as vezes pode ser, meio sujo pá porra. Falando em pá, certa vez uma guria me chamou de Feipa, e pior que ela era gata viu.

Até perguntei o que seria isso, o tal do “FEIPA” e ela me respondeu sorrindo: Significa Fei pá porra (Feio pra porra), a gente riu várias vezes, e eu mentalmente quis dar 32 tiros na cara dela. Mas a vontade passou. Sou da paz, tipo Nelson Mandela com cara de Morgan Freeman, mas no estilo Charlie Brown!
Queria ter conhecido Fukushima, diziam que tinha um dos melhores doces de chocolate japoneses, aqueles que vc vê em padaria, chamado de “bomba” heuHEUhueUEuhe, entendeu a piada? Não? Fodasse.

Já sei!!! Às vezes escuto em minha mente algo assim: “Você é ridículo”, “Para com isso”, “São 200 reais amor”, acho que estou com fome, isso é sinal de fome, tenho quase certeza. I’m pretty sure! I guess… whatever.

Ahhhhhhhhhhhh tá, voltando ao assunto, então é isso aí, praia bonita, vento quente, cheiro do café, acho que vou fazer um macarrão com Bacon já que estou com Sono.

Ciao.

Anúncios

Mudanças

Imagem

Estamos num momento de mudanças. Está para começar uma nova era, um novo período na história da humanidade. É momento oportuno para refletir e mudar.

Pensar em si mesmo como indivíduo que faz parte do todo. O que você tem feito para tornar esse mundo melhor para se viver?

Volte ao ponto de partida, reavalie a sua própria história, pois ela faz parte da história do Universo. Ter a coragem de começar de novo. Ter a certeza de que amanhã será melhor que hoje. Ter em mente que as grandes mudanças começam com os pequenos gestos. A caminhada de muitos quilômetros começa com o primeiro passo. Pensar naqueles que o amam e em quem você ama. O que posso fazer para fazê-los mais felizes?

É oportunidade para colocar um ponto final, um basta. É importante ter coragem para fazer isso em nossas vidas, deixar-se morrer. Morrer é como a lagarta que já aprendeu tudo sobre a vida das lagartas e então fecha-se numa casinha apertadinha. Lá dentro se dá um tempo, nascem as azinhas nas costas e ela então sai da casa como borboleta. Ela sai voando por aí, embelezando o mundo com suas cores e aprendendo um monte de coisas diferentes.

É preciso entregar-se de coração e com confiança para a transformação.

Neste dia pare por alguns minutos e reflita sobre o sentido da vida, sua missão.

Nesse momento tenha a certeza que você pode ser feliz, alcançar o sucesso e tornar o mundo melhor.