Viciado em Pó

death

Alfredo não tinha uma vida, comum, nem um salário comum, nem um emprego comum, muito menos uma família comum. Alfredo sentia saudade da juventude, sentia verdade de vontades, sentia juventude na saudade, sentia a nostalgia verdadeira. Alfredo conhecia um pouco de tudo, ao contrário de muitos que conhecem muito de um pouco, ele era um ser sensato e sábio.

Alfredo já teve filho, neto, bisneto, tataraneto. Alfredo já foi pai, avô, bisavô e tataravô. Chega a ser uma redundância, se a vida não desse tantas voltas quanto o mundo dá. Alfredo já viu várias guerras, vivenciou vários amores, saboreou várias vidas, sepultou várias vontades.

Alfredo já viveu inúmeras verdades, já presenciou milhares de mentiras, já criticou certas vontades e já observou muitas vaidades. Alfredo sentia o vento do Norte, do Sul, do Leste e do Oeste, a chuva de inverno, o sol de Verão, a noite mais longa, o dia mais belo, a vida bem vivida e a morte bem sepultada. Às vezes discutia com Miguelito, mas sempre tinha razão.

Alfredo trabalhava incansavelmente, ininterrupto; Eita seu Alfredo, apático e frio. Era assim seu trabalho, seu caminho e suas verdades. Sempre que alguém fechava os olhos, Alfredo estava lá fazendo seu trabalho. Não errava e não faltava um único serviço. Era disciplinado até nas horas impróprias.

E tudo que um dia veio do pó, voltava para ele, e Alfredo tava lá… fazendo sempre seu trabalho. Eita seu Alfredo, o viciado no pó.

 

 

 

Anúncios

Mentiras, Superioridade, Falta de caráter, Humildade.

Imagem

“Pelo título dá pra perceber… Nossa quanta Ousadia; tanta coisa ruim, e só Humildade solitária aí no meio, aí vem coisa! É Verdade, dedico esse texto a pessoas que faltam com o respeito, com mentiras, falta de caráter, se sente superior a todo mundo e não conhece a palavra Humildade.

Mentiras não te levam a nada, aliás, levam sim a você ser o menos respeitado no local em que você se encontra, leva a você levar o nome de “mentiroso (a)” em qualquer lugar que você vá. Não ter a confiança de ninguém que está ao seu redor, ou que até mesmo gosta de você.

Superioridade? Você é mais superior do que quem? Até Jesus Cristo, superior a nós todos, foi protagonista do maior ato de humildade de toda a história da humanidade: sacrificou-se para que possamos mostrar que somos o futuro da História, e não pessoas que queremos ser mais do que os outros, menosprezamos quem tem menor condição financeira que nós, pessoas de classes sociais mais baixas, de cores diferentes, de opções sexuais diferente, isso é ser hipócrita!

Falta de caráter? Você consegue viver sem caráter? Sim? Então você é o da pior raça, aquele que falta com o respeito com as pessoas, que não tem Caráter e abre a boca pra dizer: “eu gosto do jeito que sou” Você é o tipo de pessoa que não deveria habitar o mesmo mundo das pessoas boas que conseguem fazer desse mundo obscuro um mundo onde há luz se sobrepõe sobre a escuridão.

Humildade? Essa sim é a chave da vida. Pra tudo na vida temos que colocar a humildade em primeiro lugar, saber que nada está perdido ou até mesmo que nada foi vencido; saber quando se está errado, souber concertar, conseguir fazer as pessoas felizes com o SEU próprio jeito, e não usar um estereótipo pseudônimo pra fazer pessoas felizes. Quem gosta de você te completa, jamais te leva pra baixo e diminui suas esperanças de realizar o seu maior sonho. Porque ser humilde e estar errado, chegar em meio da multidão e dizer: Eu amo você, me perdoe!”

                                                                                            (Caio Felippe.)