Não é o amor que sustenta o relacionamento, é o modo de se relacionar que sustenta o amor

abraçoAmar é tão simples. As pessoas é que complicam, as pessoas é que idealizam demais e esquecem de viver a realidade que, por mais complicada que possa parecer, continua linda de viver. As pessoas se esquecem de que o amor precisa ser alimentado não com presentes e jantares caros. Não, o amor não precisa ser financiado para se manter.

O problema é que as pessoas se esquecem do chocolate favorito quando vão ao mercado, se esquecem de que aquela camiseta do Star Wars vai fazer o coração do outro bater mais forte e que o sorriso vai ser desenhado aos poucos em seu rosto como quem diz obrigada.

As pessoas se esquecem da cor favorita, da sobremesa preferida, se esquecem de que um filme de comédia romântica, em um final de tarde no domingo, faz bem. As pessoas se esquecem de elogiar aquele vestido novo, de dizer o quanto está linda naquele pijama velho que a deixa ainda mais bonita.

As pessoas se esquecem da importância de assistir um jogo de futebol com o parceiro, de gritar com ele quando o seu time faz um gol e de vibrar com os “quase” gols.

As pessoas se esquecem de tirar um tempo de qualidade para escutar o outro. As pessoas se esquecem de dar uma flor dessas que a gente rouba do quintal dos outros (risos). De elogiar o perfume novo e de dizer aos pés do ouvido o quanto ama esse alguém.

Não precisa de buquê no trabalho, não precisa levar para jantar em um restaurante caro, não precisa encher de joias, comprar presentes caros. Não precisa disso para manter a chama do amor acesa. Não é isso que faz pegar fogo.

Um beijo na testa faz o coração de qualquer mulher se acalmar, um abraço quando as coisas não estão bem faz com que a gente se sinta protegido e assistir aquele filme que o outro tanto quer, também sabe agradar.

Beijos ao pé da orelha causam arrepios e o toque sincero faz o corpo balançar. O problema é que as pessoas são intensas demais no começo de um relacionamento e fazem de tudo para conquistar o outro, mas não sabem como lidar com todo o sentimento que, às vezes – na maioria das vezes – parece não caber dentro da gente.

E aí vem os inúmeros presentes, os inúmeros agrados, os inúmeros elogios e depois de um tempo, a insegurança vai embora e a gente se esquece de que é preciso conquistar todos os dias. Mas isso, ao contrário do que muita gente pensa, não é um fardo, obrigação e está longe de ser um sacrifício.

É a simplicidade que emociona, é o beijo de bom dia, é o “sonhei com você”, é o elogio sincero e inesperado, é o cuidado, é fazer aquele mousse de maracujá, preparar uma janta em casa mesmo e dizer: “Só tinha ovos, fiz um omelete delicioso pra nós dois. Espero que goste”. Um recado deixado no meio dos seus livros é o suficiente para fazer o nosso coração sorrir.

Vai, manda um SMS no meio da tarde dizendo que não consegue parar de pensar nele, compra o seu chocolate favorito e aparece de surpresa. Vai, compra uma rosa – não um buquê- e deixa um bilhete dizendo o quanto você a ama.

Não deixe cair na mesmice, continue fazendo aquele belo sorriso brotar, aqueles lindos olhos brilharem. Vai, continua fazendo aquele corpo balançar com o teu toque. Vai, mantém essa chama acesa e deixe incendiar. O amor se alegra com a simplicidade e são as pequenas coisas que fazem o nosso coração sorrir sem medo, como quem tem alguém ao seu lado querendo fazer morada.

(Retirado do ResiliênciaMag)

Anúncios

A beleza das escolhas simples

lolcal.jpg

Tutto bello é italiano,
Mas a beleza não tem definição
Igual um bordado em um pano
Que depende de quem borda esta ação

Aos olhos de quem vê, tudo é magnífico
Aos olhos de terceiros, nem sempre é assim
Por amor, pessoas atravessam até o pacífico
e há quem diga que um calçado bonito é mocassim

Vivemos uma Era de aparências
Onde quem mostra mais o que têm
É super feliz, dispensa reticências
Mas a aparência que se mantém

É diferente do que você é por dentro
Felicidade é um estado de espírito
E não acumulação de bens e sentimento epicentro
É algo puro, sincero e restrito.

Cabe somente a você e a sua consciência
Porque viver para os outros não é viver
é morrer pelo pecado da aparência
Não é baseado no que você quer ter.

Mas sim no que você já possui
É cultivar a simplicidade e a humildade
Transbordando de alegria, o amor flui
Que é a base da mais pura felicidade.

 

O Dom da ignorância

v.jpgTom tinha o poder de mudar seu destino a cada manhã. Todos os dias ele vivia de forma única, ele tinha o poder de alterar qualquer escolha de sua vida inteira em uma noite, e cada escolha era única.

Ele fazia seu destino e ao longo do dia ele sofria as consequências de suas escolhas. Anoitecendo ele poderia resetar o dia, e escolher algum caminho diferente, mas por este breve momento, ele sentia remorso e orgulho ao mesmo tempo.

O mundo mudava, e as escolhas de Tom também.

Certo dia escolheu para de comer açucar aos 9 anos. Na manhã seguinte, ele ficou dos 9 anos de idade até os 30 sem comer açucar, ele tem 30. Acordou mais saudável, porém mais magro.

No mesmo dia anoite, ele escolheu fazer academia aos 10 anos de idade. Na manhã seguinte tom amanheceu bem forte, porém baixo, a academia precoce fez dele um cara pequeno.

Anoite ele fez outra escolha, e sucessivamente as consequências iam lhe acontecendo.

Até que chegou em um momento que tom tinha tudo, poder, glória, corpo sarado, muito dinheiro, uma vida muito bem estruturada, mas lhe faltava uma coisa muito importante: experiência.

Tom vivia com as consequências de suas escolhas, mas não tinha experiência delas.

Resumindo: Tom não tinha sucesso ou era feliz, Tom era um cara que acumulou muitas coisas na vida das quais não faz uso, ele era um cara “alienado” apesar de ter escolhido objetivos ao decorrer da vida.

Muitas pessoas fazem algo porque alguém lhe disse para fazer, se tornam bem “sucedidos”, porém sem felicidade, sem experimentar a felicidade.

Não seja Tom.

Busque experiências ao invés de sucesso. Busque felicidade ao invés de “status”.

Somente assim você viverá uma vida plena e feliz.

 

A tristeza anda calada

felicidade

Não pense que a emoção possa conquistar terreno sem ao menos ter um esforço conjunto com outras emoções, a tristeza anda calada. Confie nas suas escolhas e siga seu coração para não deixar que a solidão e o desespero peguem carona nesse trem badalado, pois a tristeza anda calada.

(Mago de Marte)

Não fale

sabe

Escute com humildade e escreva com sabedoria!

(Poeta Torto)

10 coisas porque você deve terminar um namoro se as coisas não vão bem

brigas-de-amor.jpg

Pensando em uma longa que tive ontem, com uma amiga muito querida, cheguei a algumas conclusões, nas quais eu realmente acredito, porque não devemos levar um relacionamento a diante se ele não nos está mais fazendo tão bem…

1 – Brigas, brigas e mais brigas

Pra que namorar uma pessoa que você não consegue ter uma conversa estável, e só brigam? Se for para ficar brigando, não vale a pena, o namoro tem que ser algo que te faça bem!

2 – Namorado (a) que só diz “isso não”

Vale a pena ficar com uma pessoa que só sabe dizer “isso não?” LÓGICO QUE NÃO… Frases como: essa amiga (o) não, ess roupa não, esse lugar não… Pegue e fale… Você também não!!!

3 – Cobrança excessiva

Você namora com uma pessoa não com banco que adora cobrar taxas e juros… Se a pessoa te cobra coisas deecessárias e isso virou uma rotina, comece a se cobrar também, porque está com ela…

4 – Ciúmes exagerado e bobo

A pessoa tem ciúmes dos seus amigos, da sua família, do seu cachorro, e até sa sua sombra… Na boa, manda ele passear… Porque se você está com ele tem alguma motivo.

5 – Desconfiança

A pessoa não confia em você e muito menos acredita no que você diz, por isso manda você se afastar dos seus amigos e do que te fazia bem. Isso vale a pena? Vale a pena namorar com quem não confia em você? O namoro não deve ser a base de confiança?!

6 – Grude

Tudo bem que começo é legal ficar junto da pessoa por muito tempo e que esse tempo é delicioso, mas convenhamos…. Grudar toda hora é chato… pessoa que liga de 5 em 5 minutos para dizer nada, ou ainda tentar inventar um assunto não tem nada a ver.  Além do mais, eu tenho mais do que fazer!

7 – Falta de respeito

Fale comigo como você fala com sua mãe, não sou seu cachorro pra você ser mal educado (a) comigo. Além do mais, até os animais merecem respeito.

8 – Comparação

Você tem o direito de ter tido mil e quinhetas namorados (as) antes de mim, mas não me compare, eu sou uma pessoa e ela é outra!

9 – Namorado (a) que exige mudanças

Namorado (a) que exige que você muda seus hábitos, mude seus amigos, mude suas roupas, mude até de endereço….

10- Barraco

Namorado (a) que faz barraco, fala alto, faz escândalo, chantagem emocional…. Isso é ter falta do que fazer..

Bom, é isso… se você leva um namoro assim ou já levou, sabe do que estou falando. Repense seus conceitos e seu relacionamento e tenha sempre em mente, que você é melhor e pode arranjar alguém muito melhor para passar bons momentos. Aproveite a vida, porque ela é curta!

A vida me ensinou

feliz

A vida me ensinou a entender tudo sem reclamar.
Mas fique mais, não vá embora agora que eu já quase era feliz.

(Cazuza)