Autônomo

Portada_Poeta_780x350

Vides a vida como é
Infinito ser, como sou
Tendes a tornar o que cativas
A maneira que o mundo lhe vê

Posso não ser poeta, escritor
Banco o sabichão imutável
Não rimo às vezes, rindo.
Tudo aquilo que acho teor.

Despertei em mim o universo
Aquele distinto, coisa de maluco
A brisa das escolhas me perseguem
Destino? Não, não acredito.

Força de vontade, talvez.
Mas escolhas definem caminhos
Espero que não morremos sozinhos
E apostar tudo de uma vez.

Colecionava amigos por caráter
Hoje vejo a verdade das coisas
É deixado para trás aquilo que não importa
Escolhas fecha e abre porta.

Autêntico, autônomo e distinto
Qual o nome daquela loja em Veneza?
Com um sucinto vinho tinto
Desfrutando da vida, quanta beleza!

Anúncios

Foco, força e fé 

A vida é sacrificio, fechar os olhos e se entregar
No ínicio é díficil, mas vai se acostumar
O sofá é um péssimo vício, vai te acomodar
Eu prefiro um precipício pra me ensinar a voar

Pra trás
Mais de 13 anos me esforçando demais
Enquanto uns tão falando
Disseram que era moda
E eu segui trabalhando
Os bico se incomoda
Porque a moda tá durando
Salve-se quem puder

Voltei com mais vontade, mostrei habilidade
Trazendo novidade, cheguei nessa cidade
Toquei seu coração, lutei pela cultura
Nessa vida dura e mantive os pés no chão

Ai que saudade dos tempos da central
Ouvindo um freestyle do Kamau
No bolso ninguém tinha um real
Mas tinha rap, os amigos e era fenomenal

Eu tenho muita saudade de vocês
E penso: Será que vai haver outra vez?
Um hip-hop com menos picuinha, com menos ladainha
E menos caras pensando que eles são reis

E mesmo se eu gaguejasse pra falar
Ou se eu errasse o português pra cantar
Ainda assim faria muito mais
Do que quem fala bonito mas só fala e não faz

Foco: um objetivo pra alcançar
Força: pra nunca desistir de lutar e
Fé: pra me manter de pé, enquanto eu puder
Haja o que houver, só preciso de
Foco: um objetivo pra alcançar
Força: pra nunca desistir de lutar e
Fé: pra me manter de pé, enquanto eu puder
Só preciso de foco, força e fé

Curto Charlie Sheen mas prefiro Sean Pean
Renato Russo e Elis também
Cresci entre Sabotage e Kurt Cobain
De resto não sei, mas de influência eu tô bem

Não sou o mais cangueiro, romântico também
Não tenho a melhor levada nem me acho flow man
Não sou o mais comentado, porém
Talvez eu seja o mais consciente
Que ninguém é mais que ninguém
Pois bem
A sorte foi lançada, a ultima jornada
Te vejo na chegada
Sei que cada pegada minha tem sangue e suor
Porque eu me preocupei em fazer bem
E não em ser melhor
Chega pra somar, ou então suma
Falar só por falar é mato, então resuma
Mas antes de falar de alguém assuma
Eu sei o que vocês fizeram verão passado
Porra nenhuma

A vida me encarou, tirou o véu
Tirei a vida pra dançar, fiz meu papel
Todos são comerciantes de baixo do céu
Pois vendem os seus sonhos pra pagar o aluguel
3 F’s suficiente pra dizer que o se o pulso ainda pulsa
A esperança vai viver
Aqui um em um milhão nasceu pra vencer
Mas nada impede que esse um seja você
E tudo que você precisa ter é

Foco: um objetivo pra alcançar
Força: pra nunca desistir de lutar e
Fé: pra me manter de pé enquanto eu puder
Haja o que houver, só preciso de
Foco: um objetivo pra alcançar
Força: pra nunca desistir de lutar e
Fé: pra me manter de pé enquanto eu puder
Só preciso de foco, força e fé

Somente Um.

dateHá milhares de anos, alguém criou o princípio da impermanência. A beleza que há na inevitabilidade das mudanças. Ele devia ter acabado de levar um fora. Tive um bom tempo para pensar sobre o valor da memória, e só porque uma coisa não é para sempre não significa que ela é menor…
Talvez fosse só uma racionalização. Melhor que se lamentar por algo que poderia ter sido, por uma vida não vivida. Eu, com certeza, não sei. Mas escolhi acreditar na memória. Escolhi acreditar nela. Escolhi acreditar que o vínculo jamais se quebra, e que temos um ao outro em nossos corações, como uma particularidade secreta. Ela me tornou um escritor, me tornou um Homem.
Haveria outros amores, até amores grandes, mas ela tinha razão: só um permanece perfeito.

Beep Beep Boop

verdadeclock

Percebo a cada dia que o mundo está se inovando. O ser humano está cada vez mais buscando novas perspectivas sobre a vida. Percebo que nem sempre tais perspectivas são acolhidas e enfim respondidas. Isso se dá relativamente e de forma literal, a vontade que temos X a vontade que fazemos acontecer.

Veja bem, o simples fato de querer algo, não significa, em hipótese alguma de que você irá tê-lo. Isso é tão real quanto bater o dedinho na quina da estante da sala e aquela dor influenciar todos os nervos do seu corpo a ponto de pensar que nunca terá fim. O Ser Humano está vivendo ilusões, ele pensa que será grandioso, que será bem sucedido na vida, mas não faz NADA para que isso aconteça. E claro, não irá acontecer.

Foram acostumados a achar que a vida segue uma linha tênia e progressiva que será sempre sucesso. Veja bem.. essa linha também tende para o fracasso. Você particularmente tem que correr atrás de não somente um, mas TODOS os seus objetivos. Tem que pôr de lado o que não é essencial, e focar no principal. A vida é uma corrida contra o tempo. Todos nós sabemos o nosso futuro. Sabe qual é? A morte. Isso mesmo! Ninguém irá viver pra sempre(não neste mundo.)

Portanto reveja seus conceitos, reavalie teus princípios e absorva o que é realmente importante.
O medo é comum, é necessário, mas você não pode deixá-lo te consumir, porque ele trás outros males.

Pense, feche os olhos, respire, coloque seus objetivos(os verdadeiros) em linha reta, esvazie sua mente e ESQUEÇA do medo.

Obstáculo? Sempre terá!

Sorte? Não existe.

Dedicação? Só depende de você.

Abrir mão de uma parte da sua vida banhada de festas, algazarras e tranquilidade nunca foi fácil. Primeiro você sente muito, depois você sente falta e quando menos espera, você não sente mais nada!

E então meu querido leitor, a vida começa. E você verá que “obstáculos” era apenas uma palavra.

Pense nisso. O relógio está marcando.

 

Saudade dela

Imagem

A vida é curta, não perca o seu tempo nem as oportunidades por medo de tentar algo, vale mais a pena você não conseguir do que você não tentar. Não magoe as pessoas que estão perto de você, pois um dia você vai precisar delas e quando elas estiverem longe você sentirá falta. Não planeje tudo o que você vai fazer, faça tudo aquilo que deseja, mas não passe por cima das leis de Deus. Nunca viva pela indecisão pois ai você não viverá nem agora e nem após sua morte.

Aprenda com seus erros,mas não tenha medo de errar.Se algo ou alguém sair de sua vida,que vá em paz. Busque quem quer te ver feliz,ore fale com Deus. Procure fazer o bem e não falar de alguém.

Termino esse texto com esse trecho da música:

“Não se admire se um dia
Um beija-flôr invadir
A porta da tua casa
Te der um beijo e partir…

Fui eu que mandei o beijo
Que é prá matar meu desejo
Faz tempo que não lhe vejo
Ah! que saudade d’ocê…”

 

E se?

Imagem

E se, em algum momento, não houvesse estrelas no céu?
E se as estrelas não forem o que pensamos?  
E se a luz distante não vier dos raios de sóis distantes?
Mas de nossas asas quando nos tornarmos anjos?  

O destino chama cada um de nós.

E há um mundo atrás do mundo onde estamos todos conectados. Onde todos são parte de um plano maior. A magia está por toda parte.
Você só precisa olhar.
Olhe.
Olhe atentamente.
Pois até o tempo e a distância não são o que aparentam. E se formos todos iguais e o universo nos amar igualmente?
Tanto que se preenche ao longo dos séculos para todos e cada um de nós. E, às vezes, temos apenas sorte de ver.
Nenhuma vida é mais importante que outra. E nada acontece sem um propósito.  Nada!
E se todos nós fazermos parte de um grande padrão que possamos, algum dia, entender?
E um dia, quando tivermos feito o que por si só podemos fazer…  
Iremos nos ascender e nos reunir com os que mais amamos.

Pela eternidade.

E se nos tornarmos estrelas?

Imagem

V for vendetta

Imagem

“Voilà! À vista, um humilde veterano vaudevilliano, apresentado vicariamente como ambos vítima e vilão pelas vicissitudes do Destino. Esta visagem, não mero verniz da vaidade, é ela vestígio da vox populi, agora vacante, vanescida, enquanto a voz vital da verossimilhança agora venera aquilo que uma vez vilificaram. Entretanto, esta valorosa visitação de uma antiga vexação, permanece vivificada, e há votado por vaporizar estes venais e virulentos verminados vanguardeiros vícios e favorecer a violentamente viciosa e voraciosa violação da volição. O único veredito é a vingança, uma vendeta, mantida votiva,não em vão, pelo valor e veracidade dos quais um dia deverão vindicar os vigilantes e os virtuosos. Verdadeiramente, esta vichyssoise de verbosidade vira mais verbose vis-a-vis uma introdução, então é minha boa honra conhecê-la e você pode me chamar de V.”

Imagem