K:260

K260.jpgSometimes I listen to the future. Maybe I ask what would happen at the end of life. I don’t know, I feel like the world’s ending, being sucked into the illusion of a good life, a life focused on money and money an’ money. What’s the meaning of life if you do not live?
Worth dying for something dead?
Or live for something vibrant?

What is the meaning of all this?
I’m going crazy?
Or maybe it’s that coffee with a little sugar …
I’ll return to the machine, maybe I decipher something today, maybe.

Anúncios

Tempo

clockE eu estive sentado em vagas horas, vendo o dia passar, a sol esvanecer no oeste, no velho e calmo Oeste. Que saudade daquele tempo que certas palavras não significavam nada e outras significavam quase tudo.

Percebo que o que perece é o tempo. Sim, por mais surreal que seja, o tempo padece e perece. Mas não estou falando do Tempo no sentido universal, mas sim do sentido particular da coisa, do nosso tempo. Porque de modo universal o tempo é, foi e será, sempre, imensuravelmente algo Imutável. O tempo pode ser equiparado a Deus. Porque é infinito. Você morre, o tempo não. Seu carro desgasta, sua juventude pega carona pra Velhice, mas o tempo continua o mesmo.

O propósito disto está longe de minha compreensão, mas percebo que o Tempo é um professor fodástico. É sim, ele é disciplinado e sábio. Porque tudo acontece no tempo certo. Não existe lado errado quando se fala de Tempo. Existe más escolhas, mau gosto, maldade, até um filme com nome de “Maleficência”, mas o tempo não.

Com o tempo você percebe que escolhas definem destinos, e destinos não podem ser revelados, mas em certa proporção, podemos calcular, de forma minuciosa o (provável) resultado.

E aqui estou com minha xícara de café, no horário de verão, lembrando do tempo que vivi, pensei, tentando entender porque certas escolhas nos fazem melhores pessoas ou piores, saboreando o mesmo tempo que perdi, desfrutando de certas nostalgias com uma blusa de frio azul, em pleno domingo.

Aí me vem a cabeça… Porque? Quando? Onde? Qual o motivo? Pra certos objetivos e resultados nunca darem certo. Igual me falaram uma vez: “Todos temos a fase BOA da vida e Fase RUIM dela. Sempre.” Bom, se essa fase for a boa… então nem quero saber da ruim.

Mas com o tempo aprendi algumas coisas, vivi outras, saboreei o tempo que perdi e ganhei e só pude concluir uma solução:

Eu não estou aqui. Quem sou eu?

Beep Beep Boop

verdadeclock

Percebo a cada dia que o mundo está se inovando. O ser humano está cada vez mais buscando novas perspectivas sobre a vida. Percebo que nem sempre tais perspectivas são acolhidas e enfim respondidas. Isso se dá relativamente e de forma literal, a vontade que temos X a vontade que fazemos acontecer.

Veja bem, o simples fato de querer algo, não significa, em hipótese alguma de que você irá tê-lo. Isso é tão real quanto bater o dedinho na quina da estante da sala e aquela dor influenciar todos os nervos do seu corpo a ponto de pensar que nunca terá fim. O Ser Humano está vivendo ilusões, ele pensa que será grandioso, que será bem sucedido na vida, mas não faz NADA para que isso aconteça. E claro, não irá acontecer.

Foram acostumados a achar que a vida segue uma linha tênia e progressiva que será sempre sucesso. Veja bem.. essa linha também tende para o fracasso. Você particularmente tem que correr atrás de não somente um, mas TODOS os seus objetivos. Tem que pôr de lado o que não é essencial, e focar no principal. A vida é uma corrida contra o tempo. Todos nós sabemos o nosso futuro. Sabe qual é? A morte. Isso mesmo! Ninguém irá viver pra sempre(não neste mundo.)

Portanto reveja seus conceitos, reavalie teus princípios e absorva o que é realmente importante.
O medo é comum, é necessário, mas você não pode deixá-lo te consumir, porque ele trás outros males.

Pense, feche os olhos, respire, coloque seus objetivos(os verdadeiros) em linha reta, esvazie sua mente e ESQUEÇA do medo.

Obstáculo? Sempre terá!

Sorte? Não existe.

Dedicação? Só depende de você.

Abrir mão de uma parte da sua vida banhada de festas, algazarras e tranquilidade nunca foi fácil. Primeiro você sente muito, depois você sente falta e quando menos espera, você não sente mais nada!

E então meu querido leitor, a vida começa. E você verá que “obstáculos” era apenas uma palavra.

Pense nisso. O relógio está marcando.