Faz assim…

arte-pintura-surrealista-NATUREZA

Poderia descrever o dia, a essência da vida e como o segundo foi inventado, porém não posso dar ao luxo de contemplar tamanha grandiosidade, tudo me foi tirado. Naqueles tempos tudo se fazia por orgulho e gratidão, uma era de ouro que deixou divergentes lembranças.

Hoje, como dito ontem e será falado no amanhã, as coisas não podem ser como deveriam, tudo foi comprado pelo Sr. Ilusão há algumas eras. O ingresso só tende a ficar mais barato e o espetáculo continua sendo montado.

O único desejo era uma xícara de café, com meus confrades uma última vez. Fino, simples e direto, nada de rodeios extravagantes, apenas a essência do respeito e a sede por conquista.

Foi dito e feito, o amanhã questionou minha posição e eu, logo eu percebi que a carta estava errada, mas o jogo não acabou. Ainda há de se mostrar o conteúdo. Afinal, meu café não acabou, tem um truque na xícara.
O segredo está na xícara. talvez no borro, talvez talvez…

A real pergunta é: Você quer acordar?

 

Anúncios

Xícara de Café

recipientes.jpgUm grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor.
Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre stress no trabalho, e na vida em geral. O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico, vidro, cristal…
Algumas simples e baratas, outras decoradas, outras caras, outras muito exóticas…
Ele disse:
– Pessoal, escolham suas xícaras e sirvam-se de um pouco de café fresco.

Quando todos o fizeram, o velho mestre limpou a garganta, calma e pacientemente conversou com o grupo:
– Como puderam notar, imediatamente as mais belas xícaras foram escolhidas, e as mais simples e baratas ficaram por último. Isso é natural, porque todo mundo prefere o melhor para si mesmo. Mas essa é a causa de muitos problemas relacionados com o que vocês chamam “stress”.

Ele continuou:
– Eu asseguro que nenhuma dessas xícaras acrescentou qualidade ao café. Na verdade, o recipiente apenas disfarça ou mostra a bebida.
O que vocês queriam era café, não as xícaras, mas instintivamente quiseram pegar as melhores.
Eles começaram a olhar para as xícaras, uns dos outros.

Agora pense nisso:

A vida é o café. Trabalho, dinheiro, status, popularidade, beleza, relacionamentos, entre outros, são apenas recipientes que dão forma e suporte à vida. O tipo de xícara que temos não pode definir nem alterar a qualidade da vida que recebemos. Muitas vezes nos concentramos  apenas em escolher a melhor xícara, esquecendo de apreciar o café! As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor, mas as que fazem o melhor com tudo o que têm!
Então se lembrem: Vivam simplesmente. Sejam generosos. Sejam solidários e atenciosos. Falem com bondade. O resto deixem nas mãos do Criador Eterno, porque a pessoa mais rica não é a que mais tem, mas a que menos precisa. Agora desfrutem o seu café!

Starbucks doará toda comida não comercializada a bancos de alimentos

star

O Starbuks anunciou recentemente uma decisão que tende a beneficiar milhões de americanos: doar toda a comida que deixar de comercializar aos bancos de alimentos dos Estados Unidos.

Por meio de uma associação com a Feeding America e a Food Donation Collection, a rede de cafeterias pretende doar 100% daquilo que não vender nas suas mais de 700 cafeterias espalhadas por todo o território dos Estados Unidos.

Segundo a Feeding America, mais de 48 milhões de americanos nem sempre têm o que comer: um a cada sete passa fome

starrr

A ação já será realizada durante os próximos 12 meses. O Starbuks deve doar algo em torno de 5 milhões de alimentos até o final deste ano e 50 milhões em 2021.

“Como muitas das nossas iniciativas de impacto social, a inovação e a inspiração vêm de nossos parceiros que são voluntários e que contribuem para suas comunidades”, destacou John Kelly, vice-presidente sênior de Responsabilidade Global da Starbucks. “Eles viram a necessidade que temos de fazer mais e encontrar uma maneira de usar a nossa escala para trazer mais qualidade de vida aos necessitados”, concluiu.

 

Retirado do Eco4planet

Café aumenta a possibilidade de sobrevivência ao câncer de intestino, diz estudo. Mas calma.

cafeeO consumo habitual de café poderia aumentar as possibilidades de sobreviver ao câncer de intestino e proteger os pacientes de reincidências, informa estudo divulgado pela publicação britânica Journal of the Clinical Oncology. Mas lembre-se do que dissemos sobre pesquisas com resultados atraentes como está!

Um grupo de cientistas descobriu que os pacientes que recebiam tratamento e que consumiam altas doses de café, quatro ou mais xícaras por dia, tinham cerca de 42% menos possibilidades de registrar reincidência da doença que aqueles que não consumiam a bebida.

O estudo também mostrou como os pacientes que bebiam café tinham 33% menos possibilidades de morrer de câncer que os demais pacientes.

O médico Charles Fuchs, diretor do Centro de Câncer Gastrointestinal de Boston, nos Estados Unidos, afirmou ter comprovado que “os consumidores de café têm um risco menor de desenvolver câncer, além de que a sobrevivência e as possibilidades de cura aumentam consideravelmente”.

Potenciais positivos

Apesar dos resultados do estudo, Fuchs mostrou-se cauteloso com os potenciais benefícios do café como tratamento alternativo para os doentes de câncer de intestino. “Se bebe café habitualmente e está sendo tratado de câncer do intestino, não deixe de beber, mas se não é um consumidor habitual e se pergunta se deve começar, primeiro consulte o seu médico”, declarou o pesquisador.

Ainda que seja a primeira vez que um estudo relaciona o consumo de café à redução do risco de reincidência de câncer, investigações prévias indicaram que a bebida poderia proteger contra vários tipos de tumores malignos, incluindo os melanomas, o câncer de fígado e o de próstata avançado.

(Retirado do Eco4Planet)

Quem toma café vive mais

<> on January 24, 2011 in Berlin, Germany.
É o que mostra uma pesquisa realizada nos Estados Unidos com pouco mais de 400 mil pessoas. Em 14 anos de estudo, cientistas compararam a taxa de mortalidade de quem bebe café com aqueles que não bebem. Resultado: houve menos mortes entre os participantes que tomavam, pelo menos, 3 xícaras ao dia, do que aqueles que não tomavam café.

Quem bebe menos de 3 xícaras ganha uma vantagem ínfima sobre quem dispensa o café, quase irrelevante. Mas quem toma de 4 a 5 xícaras diariamente tem vantagem sobre todos. É a medida ideal. Homens que bebiam essa quantidade tinham até 12% menos chances de morrer; já as mulheres tinham mais 16% de chances de viver – sempre na comparação com quem não toma nada de café.

Para os mais viciados, que tomam 6 xícaras ou mais ao dia, as chances de morrer diminuem 10% neles e 15% nelas. Quem bebe de 2 a 3 xícaras, pode viver até 10%, se for homem, e 5%, se for mulher.

Apesar da associação positiva entre sobrevivência e consumo de café, os pesquisadores não garantem que o mérito de viver mais seja exclusivamente da bebida. “Não é possível concluir que essa relação entre consumo de café e mortalidade reflete causa e efeito”, diz Neal Freedman, chefe da pesquisa. “Mas podemos especular sobre os benefícios do café na saúde. Este estudo mostrou uma relação inversa entre o consumo da bebida e as mortes”. A pesquisa considerou todos os motivos de óbitos: desde derrames até infecções e diabetes.

Então, vai um cafezinho?

(Via Telegraph)

Crédito da foto: gettyimages

Como fazer um café?

Imagem

Primeiramente, você precisa escolher se vai coar com um coador de pano ou se vai coar com um filtro de papel descartável, que também pode ser usado na cafeteira elétrica (não estou falando de cafeteiras expresso, ok? É aquela baratinha, para coar o café da nossa maneira mais tradicional).

Coador de pano ou filtro de papel?

Vou te dar umas orientações para você tomar sua decisão.

O papel absorve os óleos essenciais do café, fazendo com que ele perca sabor e aroma ao ser filtrado. Já o coador de pano, por ter mais espaço entre os fios da sua trama do que o papel, permite que o café passe por ele sem que tanto dos seus óleos essenciais seja absorvido. Isso resulta em um café mais encorpado e oleoso, bem diferente daquele café brilhante e cristalino que você obtém coando num filtro de papel.

Paradoxalmente, o café passa mais rápido pelo filtro de papel, o que significa que ele será extraído por menos tempo. Traduzindo: o pó do café será menos aproveitado.

O coador de pano precisa ser lavado somente com água todas as vezes em que for usado e deve ser guardado em uma vasilha com água tampada, dentro da geladeira. Mesmo assim, precisa ser trocado todos os meses (isso se você for uma pessoa que faz café todos os dias. Se não, pode ficar com ele por um pouco mais de tempo. Eu disse “um pouco”!).

O filtro de papel é descartável e tem mesmo que ser jogado fora após ser usado. Dependendo de quantas vezes você faz café por dia, ele pode ser menos econômico do que o filtro de pano, apesar de ser barato.

Veja aqui no site do Pão de Açúcar o preço de cada tipo de coador. Faça as contas e veja qual tem um melhor custo x benefício para você. Vai servir como referência, mas no supermercado que você frequenta os preços podem variar um pouco.

O filtro de papel precisa ser comprado conforme o tamanho do seu suporte. Se não tiver nada disso em casa ainda, vá ao mercado, escolha um suporte (vai estar tudo na mesma seção), veja o número dele na embalagem e, a partir daí, só compre filtros do mesmo número. Se já tiver uma cafeteira e quiser usá-la, o suporte, no caso, seria o compartimento onde se coloca o filtro de papel.

O coador de pano também é fácil de encontrar em supermercados. Para ele, você também precisa ter um suporte, só que diferente (também chamado de “porta-coador de pano“). Ele é vendido em lojas de utilidades domésticas. Os mais simples são bem baratos e dão conta do recado.

Sempre que comprar um coador de pano novo, será preciso colocá-lo em uma panela com água e café ferventes para que ele seja curtido. Isso é necessário para tirar o gosto de pano e para que ele absorva os óleos essenciais do café.

Simples assim: água em uma quantidade que cubra o coador, uma colher bem cheia de café e deixe ferver. Mergulhe o coador lá e deixe por uns minutinhos. Retire, lave e guarde na vasilha com água na geladeira (ou aproveite e vá logo coar um cafezinho).

Coador escolhido, vamos ao preparo do café.

Em qualquer um dos casos, tenha em mente essas dicas:

– A água precisa ser sempre filtrada ou mineral. Se puder ser mineral, perfeito!

– O café pronto tem validade e é mais ou menos 1 hora – mesmo armazenado na garrafa térmica. Depois desse tempo, ele começa a oxidar e fica amargo. Aí você já entendeu: não faça 1 litro de café para ir tomando durante todo o dia (muitíssimo comum, todo mundo faz isso). O ideal é coar pequenas quantidades, sempre que for tomar seu cafezinho.

– Nunca misture café velho com café novo e não reutilize o pó que fica pra trás após a filtragem (chamamos “borra” ou “café esgotado”). Isso vai fazer com que o café novo fique amargo e, dizem, faz mal à saúde.

– Café torrado e moído há menos tempo é sempre melhor. Veja a data de fabricação na hora de comprar e escolha o mais “jovem”.

– O pó de café estraga com facilidade, em função de umidade, do contato com o ar, do calor, de outros odores e do próprio tempo que passa e não perdoa ninguém. Por isso, após abrir o pacote do seu pó de café, guarde-o em um recipiente hermeticamente fechado, escuro, que não passe luz ou odores, dentro da geladeira – ela ajuda a conservar melhor as propriedades do café. Se você seguir as orientações, ele vai durar em torno de 1 mês (se resolver guardar no próprio pacote mesmo, “bem amarradinho”, ele não vai estar tão bem protegido e vai se deteriorar mais rápido).

Algumas cafeterias vendem latas para guardar o café na geladeira. São uma boa opção! Não precisa ser a lata da cafeteria, qualquer outra que feche bem será apropriada.

– Não guarde o café novo com o resto do café antigo. Regra: cafés novos sempre devem ficar separados de cafés velhos, em qualquer situação!

– Quando o pó fica escuro, é porque está se deteriorando. Jogue-o fora e compre outro.

– Nunca coloque açúcar na água que vai passar pelo café, deixe sempre para adoçar no final. Também não guarde café adoçado na garrafa térmica. Isso vai fazer seu café ficar com um gosto alterado. (Aliás, você já aprendeu como fazer torrões de açúcar? É tão fácil e tão charmoso!)

cafe torrao acucar Como fazer café com coador ou na cafeteira

– Tenha uma garrafa térmica só para o café. Odores diferentes também podem interferir no sabor da sua bebida, mesmo que você não esteja sentindo cheiro de nada diferente dentro dela. Além do odor, outras bebidas podem também acabar deixando resíduos presos no interior da garrafa.

– Sim, é de suma importância lavar muito bem a garrafa. A regra é clara: café velho e café novo não se misturam, em hipótese alguma.

– Independente de qual for a maneira que você vai coar seu café, escalde o bule ou a garrafa térmica (se for utilizá-la) e as xícaras. “Escaldar” é colocar água fervente. Encha tudo com água fervente e deixe lá escaldando, até quando for utilizar as peças. Isso vai fazer com que os recipientes fiquem com uma temperatura alta, evitando uma grande troca de calor com o café (lembra das aulas de física?) e deixando sua bebida com uma temperatura constante e um sabor destacado.

Como estamos falando de altas temperaturas, você já deve ter percebido que nada disso que você vai escaldar e colocar o café em seguida pode ser de plástico, né? O ideal é que você use sempre xícaras e bule de porcelana.

Retirado do (http://socorronacozinha.com.br/como-fazer-cafe-coador-cafeteira)