Soneto torto sobre flores e desespero

Jardim-com-Anturios

Nosso quarto sem você é um mar de solidão
Onde me afogo na cama vazia
As flores do jardim, uma a uma na escuridão
Também esperam o raiar do novo dia.

A aurora renova a esperança
Que o sol que nos move e ilumina
Porto feliz onde meu coração descansa
Presenteie-nos com sua silhueta divina.

O crepúsculo vespertino no horizonte que venero
Recolhe mais um dia de espera, de dor lenta que lacera
Ao meu suave modo me desespero.

As ondas da noite fria
Me carregam novamente para o mar de solidão
Onde me afogo na cama vazia na espera do novo dia.

(Poeta Torto)

Anúncios

As pessoas reclamam de tudo e meu cachorro não entende isso!

ele.jpg

Sabe quando você está na fila do banco e na sua frente tem uma pessoa reclamando de absolutamente tudo? Reclama da demora em ser atendido, reclama do calor, do frio, do ar condicionado, do prefeito, do governador, do presidente, da economia, do trabalho, do chefe, do transporte público, do carro, do preço do combustível, do time de futebol (óbvio), da família, etc. Reclama tanto que você é absorvido por uma nuvem de reclamações que pesam sobre você durante todo o dia e quando você se deita na cama para dormir vem àquela sensação de que o seu dia foi extremamente cansativo e pouco produtivo e você não sabe o motivo.

Uma reclamação aqui, outra lá, durante um bate papo com os amigos é normal. No meio de pessoas estranhas, vai depender da sua personalidade. Um monte de reclamações ao mesmo tempo ou em frequência constante não é suportável a ninguém. Desculpem-me aqueles que são assim, mas vocês são desagradáveis.

Essas pessoas são contagiosas, fujam! Isole-se no seu mundo perfeito. Se você não tem um mundo perfeito só seu, fuja assim mesmo e se esconda atrás dos seus problemas. Isso mesmo, atrás dos seus problemas! Primeiramente por que são seus e você faz uso deles da maneira como quiser e segundo por que é você quem se esforça, luta, perde e ganha todos os dias para tentar resolve-los sem precisar dividi-los com o restante do mundo.

Outro dia desses estava escutando uma pessoa reclamar das coisas, não porque gostaria de escuta-la, muito menos porque não tinha nada melhor a fazer. Ela é dessas pessoas que reclamam muito e de tudo, mas nesse dia eu precisava escuta-la. Depois do interminável sofrimento fui finalmente liberto. Nesse mesmo dia cheguei em casa envolto na nuvem de reclamações e como sempre fui recebido com uma enorme festa pelo meu cachorro. Resolvi sentar na varanda com ele ao meu lado e comecei a filosofar sobre essas pessoas que de tudo reclamam, contei a ele como eu achava que seria por dentro da mente dessas pessoas, não lembro exatamente das palavras que usei, mas foi algo assim:

– Querido amigo Cachorro (estou ocultando o nome do cachorro para não me indispor com ele futuramente), imagina você em um lugar escuro, denso e incomodo, imagina que isso não é transitório e sim permanente e que todos os dias da sua vida essa é a sua condição. Na sua frente existem três pequenas aberturas, duas delas posicionadas uma ao lado da outra e a terceira posicionada um pouco abaixo. Essas são as únicas formas que você tem acesso ao mundo exterior. As duas de cima lhe fornecem um campo de visão turvo e minúsculo e o pouco que se vê do outro lado são coisas em uma escala de cores cinza. A outra abertura não fornece um campo de visão, mas permite a comunicação com o mundo exterior, você pode escolher o que emitir por ela, e a sua escolha é quase sempre reclamar ao mundo lá de fora o quão e difícil, ruim, incomodo, injusto e imperfeito é o seu mundo interior…

Nesse momento o cachorro se levanta e sai em disparada e se lança ao chão para poder enxergar pelas frestas do portão e começa a latir incessantemente com alguém que passa do outro lado da rua.

Não consegui concluir, filosoficamente, que nossos olhos enxergam de tudo, porém da forma como queremos que eles enxerguem. As palavras que dizemos são de nossa escolha e o mais importante é que podemos escolher não dize-las.

Suspeito que meu cachorro não entendeu meu momento filosófico ou apenas achou um jeito de fugir das minhas reclamações.

– Ó céus, fui contagiado!

(Poeta Torto)

Ajuda é bom e não é errado.

deterHá algumas pessoas que só reclamam. Vivem no isolamento e se lamentando, sentindo dó de si mesmos, como se fosse um ser rejeitado. Na verdade, o problema está nela, essas pessoas precisam de libertação (ou tratamento psiquiátrico) deste espirito (ou doença) de autocomiseração.

Apostolo Alberto Silva

10 coisas porque você deve terminar um namoro se as coisas não vão bem

brigas-de-amor.jpg

Pensando em uma longa que tive ontem, com uma amiga muito querida, cheguei a algumas conclusões, nas quais eu realmente acredito, porque não devemos levar um relacionamento a diante se ele não nos está mais fazendo tão bem…

1 – Brigas, brigas e mais brigas

Pra que namorar uma pessoa que você não consegue ter uma conversa estável, e só brigam? Se for para ficar brigando, não vale a pena, o namoro tem que ser algo que te faça bem!

2 – Namorado (a) que só diz “isso não”

Vale a pena ficar com uma pessoa que só sabe dizer “isso não?” LÓGICO QUE NÃO… Frases como: essa amiga (o) não, ess roupa não, esse lugar não… Pegue e fale… Você também não!!!

3 – Cobrança excessiva

Você namora com uma pessoa não com banco que adora cobrar taxas e juros… Se a pessoa te cobra coisas deecessárias e isso virou uma rotina, comece a se cobrar também, porque está com ela…

4 – Ciúmes exagerado e bobo

A pessoa tem ciúmes dos seus amigos, da sua família, do seu cachorro, e até sa sua sombra… Na boa, manda ele passear… Porque se você está com ele tem alguma motivo.

5 – Desconfiança

A pessoa não confia em você e muito menos acredita no que você diz, por isso manda você se afastar dos seus amigos e do que te fazia bem. Isso vale a pena? Vale a pena namorar com quem não confia em você? O namoro não deve ser a base de confiança?!

6 – Grude

Tudo bem que começo é legal ficar junto da pessoa por muito tempo e que esse tempo é delicioso, mas convenhamos…. Grudar toda hora é chato… pessoa que liga de 5 em 5 minutos para dizer nada, ou ainda tentar inventar um assunto não tem nada a ver.  Além do mais, eu tenho mais do que fazer!

7 – Falta de respeito

Fale comigo como você fala com sua mãe, não sou seu cachorro pra você ser mal educado (a) comigo. Além do mais, até os animais merecem respeito.

8 – Comparação

Você tem o direito de ter tido mil e quinhetas namorados (as) antes de mim, mas não me compare, eu sou uma pessoa e ela é outra!

9 – Namorado (a) que exige mudanças

Namorado (a) que exige que você muda seus hábitos, mude seus amigos, mude suas roupas, mude até de endereço….

10- Barraco

Namorado (a) que faz barraco, fala alto, faz escândalo, chantagem emocional…. Isso é ter falta do que fazer..

Bom, é isso… se você leva um namoro assim ou já levou, sabe do que estou falando. Repense seus conceitos e seu relacionamento e tenha sempre em mente, que você é melhor e pode arranjar alguém muito melhor para passar bons momentos. Aproveite a vida, porque ela é curta!

A vida me ensinou

feliz

A vida me ensinou a entender tudo sem reclamar.
Mas fique mais, não vá embora agora que eu já quase era feliz.

(Cazuza)

Filtre as Amizades

normal.jpgCreio que o pior erro do ser humano seja parar a vida pra ficar reclamando dela. Primeiro viva, aventure-se, se entregue para ela. Apaixone-se, quebre a cara, prometa para si mesmo que nunca mais vai querer sabe de amor e depois… Bom, ame outra vez. Saia com seus amigos. Caia, ria de piadas extremamente sem graça alguma. Mas atenção! Aproveitar a vida, não é estragá-la. Por isso, filtre as suas amizades. Assim, evite decepções. Aliás, evite tudo o que te faz mal. Jogue fora tudo o que atrasa a sua vida. Tenha um dia de uma pessoa normal.

Tome sorvete, coma chocolate, vá ao fast food. Engorde. Depois, emagreça, vá a academia, faça esportes e lute contra a balança. Viva enquanto há tempo, pois você não terá todo o tempo do mundo, pois esse mundo já faz muito tempo. Então, por fim, entenda: Separe todas as boas lembranças que carrega em sua memória, e viva apenas com elas. As ruins? Jogue-as ao vento.

Deixe que a brisa se encarregue de levá-las. E se você cair? Levante e tente de novo. Aliás, quando um pássaro está aprendendo a voar, ele não desiste na primeira queda.
(Jean Rosana)

Tão…

amor.jpg“Liberdade na vida é ter um amor pra se prender. A gente reclama muito da dependência, mas como é maravilhosa a dependência! Confiar no outro. Confiar no outro a ponto de não somente repartir a memória, mas repartir as fantasias. Confiar no outro a ponto de esquecer quem se foi, sem que o outro esteja junto. É talvez chegar em casa e contar seu dia e só sentir que teve um dia quando a gente conta como foi. É como se o ouvido da outra pessoa fosse nossos olhos. Amar é uma confissão. Amar é justamente quando o sussurro funciona muito melhor do que um grito…”