O Líder sem Caráter

Um dia desses eu estava assistindo uma reportagem na TV que falava sobre produtos criados para imitar algo verdadeiro, como pisos e azulejos que parecem madeira, bijuterias que imitam joias, perucas que substituem os cabelos, e várias outras coisas.
O que me chamou a atenção, contudo, foi o “spray de lama”, criado para ser utilizado no exterior de veículos utilitários esportivos com o propósito de levar as pessoas a acreditar que o dono do veículo acabara de retornar de uma selvagem aventura off-road, criando assim uma imagem aparentemente autêntica, mas nada verdadeira.

De várias maneiras, algo parecido com este “spray de lama” tem sido utilizado por muitos líderes que buscam parecer algo que não são para conquistar a admiração e o apoio das pessoas. Líderes aparentemente autênticos, com muita personalidade, mas sem caráter.
A palavra personalidade vem do latim “persona” que dava nome às máscaras que os atores do antigo teatro grego usavam; com o tempo, personalidade passou a ser descrita como a máscara que usamos para o mundo ver. Um líder que demonstra carisma, simpatia e facilidade de comunicação, por exemplo, apenas mostra o seu lado social e exterior, ou seja, a sua “máscara”, que nem sempre representa o que ele realmente é.
Caráter vem do grego e significa “gravar”, a marca de uma pessoa, o sinal visível de sua natureza interior. É o que somos por baixo da “máscara”, quando ninguém está nos observando. Caráter é o compromisso de fazer o que é certo, mesmo quando isso é difícil; de fazer o melhor, mesmo quando não desejamos fazê-lo, porque, quando fazemos desse compromisso uma rotina, nossas ações tornam-se nossos hábitos que, com o tempo, integram-se ao nosso caráter e que, por fim, tornam-se nosso destino.
Pesquisas indicam que uma pessoa normal faz, em um dia comum, cerca de quinze mil escolhas sobre a maneira como vai se comportar com as pessoas que cruzarem seu caminho e essas escolhas estão diretamente ligadas ao caráter e aos valores do líder e, ainda que o resultado de suas escolhas produzam resultados inesperados ou negativos, o líder tem a grande oportunidade de reparar a situação, ainda que isso possa trazer algum prejuízo para ele. É por isso que o desenvolvimento da liderança e o fortalecimento do caráter estão tão intimamente relacionados, porque liderança é caráter ação.
Em outras palavras, personalidade é o que a gente faz, caráter é o que a gente é; a personalidade pode abrir muitas portas, mas só o caráter as manterão abertas. As pessoas podem até ficar impressionadas pela beleza das “mascaras”, mas não por muito tempo, porque esperam por verdade, transparência, autenticidade e genuinidade, por isso, como um “spray de lama” que desaparece na primeira lavada, um “líder sem caráter”, que não vive o que prega, não cumpre sua palavra, não é honesto e verdadeiro com as pessoas, pode até parecer bem-sucedido por algum tempo, mas as pessoas logo perceberão que tudo não passa de “spray de lama” e, naturalmente, deixarão de segui-lo.
Lembre-se: As mais belas qualidades de um líder tornam-se inúteis, quando o seu caráter não as sustenta.

Um Grande Abraço,

(Marco Fabossi)