Cultivando a vida

 

vida.jpeg

Certa vez Cury disse: “As grandes idéias surgem da observação dos pequenos detalhes.” Pensando por esse raciocínio, temos que certas escolhas são decorrência da ausência de observação. Quando nos culpamos por algo que deu errado, foi porque escolhemos errado desde o princípio ou pior, deixamos de escolher alguma coisa.

A relevância aos fatos que definem nossos caminhos são tão eloquentes quanto uma pintura de Van Gogh. Precisamos viver de forma vibrante, com cores dramáticas, pincelando a vida impulsivamente.

O seu caráter é construído baseado nas escolhas que faz durante os primeiros anos de vida, até alcançar a maioridade. Creio que até a maioridade você já tenha uma capacidade bastante justa e lógica de interpretação, o que faz jus a suas ações. E isso determina seu caráter.

E o caráter determina metas, almeja um sentido maior na vida, deixa a vida objetiva. Faça da sua vida um objetivo de vida. Viva como se este objetivo fosse sua razão de existir, agarre-se na felicidade, na persistência e na fé e, assim, você fará tudo que tenhas vontade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s