Espólios e nada mais.

era ali

Não posso dizer que sou um cientista excêntrico, porém muitas de minhas virtudes e vaidades são fruto de uma disciplina rígida e atípica para pessoas de minha época. Vivi em um mundo caótico, onde a Guerra era algo comum, sentíamos o medo como um sentimento primário. Ser corajoso ou valente era suicídio. Éramos ovelhas aconselhadas por lobos internos.

Me lembro de um ditado uma vez, que minha mãe recitou aos cochichos da invasão de propriedade naquela noite:

“Existem dois lobos com fome, um de amor e esperança e o outro de medo e incertezas, qual dos lobos ganha?” A resposta: “O que vc alimentar mais.”

Os espólios fizeram pessoas como nós, professores, cientistas, médicos às vezes, mas o que me intrigou foi a causa disso. Não podemos condenar uma macieira por causa de uma fruta podre. Tivemos ensinamentos rigorosos, intensos porém o que define e diferencia o bem do mal é a sua escolha.

Achei que não nevaria naquela noite de lua cheia. Era quase natal, um sussurro pairava sobre a vila, era comum ouvir o vento cantarolar nas entrelinhas. Subiu um calafrio à espinha, não podia ter certeza, mas suspeitava que poderia ser aquele dia.

E por incrível que pareça…foi naquela madrugada… e tudo começou a fazer sentido naquela madrugada…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s