cotidiano em estados anímicos distintos

Ele tinha aquele jeito de caminhar, típico de quem sabe exatamente onde quer chegar.
Era aquele tipo de cara que parece sorrir mesmo estando sério. Um semblante fechado porém receptivo.
Durante qualquer diálogo parecia examinar a outra pessoa, nada ofensivo. Se prendia em tudo que não era dito. Avaliava a postura, os gestos, os movimentos e tudo aquilo que costuma escapar.

Durante o dia, sempre que o pensamento vagueava por ai, era nela que ele pensava.

Todos tinham problema, ele não. Tinha o mundo no bolso!
Quando levantava da cama, agradecia.
Quando ia dormir, agradecia mais…

Ele tinha aquele jeito de caminhar, típico de quem está completamente perdido.
Era aquele tipo de cara que descobriu ser o sorriso a arma contra qualquer pergunta muito pessoal. Um semblante fechado aparentemente receptivo porém sem muita emoção.
Durante qualquer diálogo parecia se esconder da outra pessoa, nada atraente. Tinha medo de tudo que não era dito. Se perdia na postura, gestos, movimentos e tudo aquilo que costuma ser normal.

Durante o dia, sempre que o pensamento vagueava por ai, era nela que ele pensava.

Ninguém tinha problemas, ele sim. Estava no bolso do mundo!
Quando levantava da cama, lamentava.
Quando ia deitar, lamentava mais…

(Criado por Zemaneh)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s