Uma página de tudo

Imagem

Vivendo do pão, vivendo a vida.
Um novo dia, uma despedida.
Um sentido novo, um novo encontro,
uma nova chance, de ser novos amantes.

Um véu azul, uma verdade brilha.
Viver em Istambul, no fim da vida.
Somos felizes, somos ferozes,
Apreciando a vida, somos nozes!

E se eu for Atroz?
Ou talvez algoz,
me faria um cara feroz?
Com uma bonita voz?

É um caso a se pensar
O Zé Ninguém é meu amigo,
que às vezes não ouso escutar,
Um idiota me tornei
Mas que futuro devo navegar?

Tenho um mar de conselhos
Mas não sei qual usar,
Viajo e fujo desse mundo,
Fingindo velejar.

Mas a verdade verdadeira
É que deixei de amar,
Desliguei tudo que motiva
No escuro decidi ficar.

Descobri que o segredo é amar
viver faz parte do negócio
Mas o negócio faz pirar
Ou você ama até morrer
Ou você vive de amar

Porque no fim não será suas conquistas
Mas sim as escolhas do caminho,
felicidade é um estado(casa) de espírito,
Já comece a fazer seu ninho!

Senão ficará imcompleto e amargurado como eu,
Vivendo lembranças e nostalgia
Que faz do seu tempo algo vazio.
E acaba com seu dia.

E amanhã começa denovo,
Mais um dia sem sentido,
às vezes nem quero acordar
Mas navegar é preciso.
E se ser bobo da corte é o seu destino?
Porque o segredo é gozar a vida
E se o gozo for 15 minutos?
O que será o resto do tempo?
um mundo sem sentido: Bem destemido!
E amanhã começa denovo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s